Inbound Marketing: a estratégia do relacionamento

10 de dezembro de 2018

Quem nunca ouviu falar em inbound marketing? Com certeza já ouviu e talvez até leu sobre o assunto. O que trazemos aqui é pensar um pouco além dos conceitos, mas claro, vamos simplificar. O termo refere-se ao processo de relacionamento com um potencial cliente até a fase de pós-venda. Depois de chamar a atenção de prováveis clientes (prospects) inicia-se um trabalho de inteligência de comunicação que vai tecendo oportunidades e avaliando se este é um potencial cliente dentro do target estabelecido, ou melhor, um lead qualificado. Entendido isto, de forma bem simplificada, passemos agora no raciocínio de estratégias inteligentes.

O mecanismo de inbound marketing sugere uma estratégia inicial de atrair potenciais clientes de forma que possamos coletar as primeiras informações necessárias como e-mail, perfil, telefone e algumas outras perguntas sobre o tamanho da empresa e objetivo também são válidos. Depois desta primeira etapa de um funil de leads, é necessário filtrar para que possamos continuar a comunicação de forma mais assertiva e menos invasiva possível.

Se a primeira estratégia apresentou interesse (pode ser uma ação de oferecer algo em troca de informações que serão utilizadas para canais de comunicação), a segunda ação deve ser desenvolvida em cima de uma nova oportunidade, atrair e aproximar ao máximo dos interesses destes potenciais clientes. Ações podem ser um vídeo de um tema muito procurado, um e-mail com conteúdo relevante, um webnario, e-book, cupom de desconto e por aí vai.

Se houver interesse nesta segunda etapa, certamente já foi feito um filtro inicial com o qual você vai colocar em prática o planejamento de novas ações pensadas. Importante entender que o planejamento é quase uma árvore de comunicação.

Para os que se interessaram vale uma ação específica e para os que não se interessaram uma outra comunicação e canais diferentes para uma segunda tentativa, certificando-se de que realmente não são leads potenciais perdidos. Vale a estratégia saber o momento certo de parar a comunicação, considerando os leads que não se interessaram em algumas das etapas. Assim não há aborrecimentos e as ações mantém-se concentradas nos leads em qualificação até que há uma conversão. Importante lembrar que o conceito básico de marketing sempre foi conquistar e manter clientes e, segundo os teóricos especialistas, o processo de manter cliente é tão árduo e trabalhoso como o de atraí-los. Por isso a comunicação nunca deve parar.

O que sua empresa pode continuar oferecendo ou alimentando os clientes ativos para que o encantamento se perpetue? A grande diferença de tudo está, como sempre, na inteligência das ações, ideias e o bom planejamento.

B2S Marketing. Seu negócio é o nosso negócio.

Acesse: www.b2smarketing.com