Boas práticas de SEO

21 de janeiro de 2019

Entre as diversas estratégias de marketing digital está o SEO (Search Engine Optimization), também conhecido como Otimização de Sites. Trata-se de um trabalho de otimização para mecanismos de busca, um pouco mais técnico, mas que não pode ser ignorado.

Quando você faz uma pesquisa no Google, aparecem vários resultados de pesquisa. Os sites, imagens e vídeos que estão classificados na ordem de apresentação na página são filtros organizados pelos mecanismos do robô do Google que leva em consideração o que é mais relevante para o usuário.

Vamos imaginar que esses sites de busca são algo parecido com uma biblioteca virtual. Só que uma biblioteca de proporções gigantes que guarda informações do mundo inteiro. Entre os resultados patrocinados (anúncios pagos) que aparecem primeiro nas classificações, existem também os orgânicos (ou naturais) que não possuem investimento financeiro. Todos os resultados dependem de um trabalho assertivo em palavras-chave e termos de pesquisa.

Para uma boa relevância, o site precisa atender alguns quesitos básicos como o uso de palavras-chave na URL da postagem, o uso de palavras-chave com cauda longa ao longo dos textos, materiais multimídias entre os conteúdos do site como fotos e vídeos, inclusão de links para outros conteúdos relevantes (terceiros) e botões de compartilhamento social. Importante saber que os endereços de URL devem ser sempre amigáveis, ou seja, nada de números e caracteres, mas termos e palavras-chave de acordo com a sessão da página ou assunto do blog, por exemplo.

Destacamos ainda outras práticas importantes:

  1. Sempre que possível, procure usar um único domínio e subdomínio;
  2. Mantenha um único URL para o mesmo conteúdo;
  3. Não limite demais a URL, pode-se chegar em média até 100 caracteres;
  4. Combine URL com títulos;
  5. Artigos e verbos de ligação são dispensáveis para a URL;
  6. Opte sempre por letras minúsculas, uma vez que alguns servidores não conseguem interpretar as maiúsculas;
  7. Utilize hífens e sublinhados para separar as palavras;
  8. Não use muitas subpastas como: xuz/qbc/def/ghi/jkl/kgbs.html, procure ir direto ao ponto abc/esf.html;
  9. Evite repetir palavras na URL.

Atenção também a última dica: quando já se tem um site e você precisa alterar as URL em função do SEO, lembre-se de que, a partir do momento em que o site possui um novo endereço de URL, a relevância de busca volta ao início zero (se inicia novamente). Isso significa que leva um tempo para recuperar a posição dos rankings e ser relevante.

A B2S Marketing está sempre estudando e acompanhando o mercado de perto, afinal as boas estratégias sempre conquistam o público de forma rápida e assertiva.

Acesse nosso site e fique por dentro ou saiba como podemos ajudar sua empresa estar à frente do mercado: https://b2s.marketing